sexta-feira, 18 de agosto de 2017

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Prêmio Governo Minas Gerais de Literatura

A Secretaria de Estado de Cultura anuncia o lançamento de mais uma edição do Prêmio Governo Minas Gerais de Literatura. A iniciativa configura-se como uma das principais premiações do segmento no país. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas até o dia 10 de outubro. O edital completo encontra-se disponível no link goo.gl/Wjtohv O prêmio tem como objetivo divulgar a literatura brasileira, reconhecendo grandes nomes nacionais e abrindo espaço para os jovens escritores mineiros. Contempla as categorias “Poesia”, “Ficção”, “Conjunto da obra” e “Jovem Escritor Mineiro”. O valor total da premiação é de R$ 258 mil.

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Deputados de Minas Gerais que impediram Temer de ser investigado por corrupção

18 desses traidores do povo brasileiro, vendilhões do próprio caráter, foram votados em Cambuquira, são eles: Rodrigo de Castro, 1.220 votos; Dimas Fabiano, 632 votos; Dâmina Pereira, 281 votos; Marcos Montes, 162 votos; Carlos Melles, 79 votos; Renzo Braz, 66 votos; Franklin, 46 votos; Leonardo Quintão, 41 votos; Lincoln Portela, 19 votos; Zé Silva, 13 votos; Marcus Pestana, 13 votos; Paulo Abi-Ackel, 10 votos; Aelton Freitas, 10 votos; Fábio Ramalho, 8 votos; Bonifácio de Andrada, 8 votos; Bilac Pinto, 4 votos; e Caio Nárcio, 4 votos. EM 2018, ANTES DE VOTAR, REFLITAM CAMBUQUIRENSES.

sexta-feira, 21 de julho de 2017

A democracia brasileira sob perigoso ataque. Por Leonardo Boff

O pressuposto básico de toda democracia é: o que interessa a todos, deve poder ser decidido por todos, seja direta, seja indiretamente por representantes. Como se depreende, democracia não convive com a exclusão e a desigualdade que é profunda no Brasil.// Verdadeiro é o juízo de Pedro Demo, brilhante sociólogo da Universidade de Brasíia em sua Introdução à sociologia:”Nossa democracia é encenação nacional de hipocrisia refinada, repleta de leis “bonitas”, mas feitas sempre, em última instância, pela elite dominante para que a ela sirva do começo até o fim. Políitico é gente que se caracteriza por ganhar bem, trabalhar pouco, fazer negociatas, empregar parentes e apaniquados, enriquecer-se às custas dos cofres públicos e entrar no mercado por cima…Se ligássemos democracia com justiça social, nossa democracia seria sua própria negação”(p.330.333).// Não obstante, não desistimos de querer gestar uma democracia enriquecida, especialmente a partir dos movimentos sociais de base, proclamando o ideal de uma sociedade na qual todos possam caber, a natureza incluída. Será uma democracia sem fim (Boaventura de Souza Santos), cotidiana, vivida em todos os relacionamentos: na família, na escola, na comunidade, nos movimentos sociais, nos sindicatos, nos partidos e, evidentemente, na organização do Estado democrático de direito, se costuma dizer. Portanto, pretende-se uma democracia mais que delegatícia que não começa e termina no voto, mas uma democracia como modo de relação social inclusiva, como valor universal (N.Bobbio) e que incorpora os direitos da natureza e da Mãe Terra, daí um democracia ecológico-social.// Esse último aspecto, o ecológico-social, nos obriga superar um limite interno ao discurso corrente da democracia: o fato de ser ainda antropocêntrica e sociocêntrica, vale dizer, centrada apenas nos seres humanos e na sociedade. O antropocentrismo e sociocentrismo representam um reducionismo. Pois o ser humano não é um centro exclusivo, nem mesmo a sociedade, como se todos os demais seres não entrassem na nossa existência, não tivessem valor em si mesmo e somente ganhassem sentido e valor enquanto ordenados ao ser humano e à sociedade.// Ser humano e sociedade constituem um elo, entre outros, da corrente da vida. Sem as relações com a biosfera, com o meio-ambiente e com as precondições físico-químicas não existem nem subsistem. Elementos tão importantes, devem ser incluidos em nossa compreensão de democracia contemporânea na era da nascente geosociedade e da conscientização ecológica e planetária segundo a qual natureza, ser humano e sociedade estão indossoluvelmente relacionados: possuem um mesmo destino comum como bem se diz na encíclica ecológica do Papa Francisco “cuidando da Casa Comum” e na Carta da Terra.// A perspectiva ecológico-social tem, ademais, o condão de inserir a democracia na lógica geral das coisas. Sabemos hoje pelas ciências da Terra e da vida, que a lei básica que subjaz à cosmogênse e a todos os eco-sistemas é a cooperação de todos com todos, a sinergia, a simbiose e a interrelação entre todos, não é a vitória do mais forte ou do mais adaptável.// Ora, a democracia é o valor e o regime de convivência que melhor se adequa à natureza humana cooperativa e societária. Aquilo que vem inscrito em sua natureza.em seu DNA, é transformado em projeto político-social consciente. Oferece o fundamento da democracia: a cooperação, o respeito aos direitos e a solidariedade sem restrições. Realizar a democracia significa avançar mais e mais no reino do especificamente humano. Significa re-ligar-se também mais profundamente com a Terra e com o Todo.// Isso é o ideal buscado. No entanto, o que estamos assistindo nos dias atuais é o contrário: um ataque frontal à democracia a nível mundial e nacional. O avanço do neoliberalismo ultrararadical que mais e mais concentra poder em pouquíssimos grupos, depreda sem piedade a natureza, radicaliza o consumismo individualista e visa a alinhar os demais países à lógica do Império norteamericano, solapa as bases da democracia em qualquer uma de suas formas.// O golpe parlamentar, jurídico e mediático, dado no Brasil se inscreve dentro desse ideário. Já não conta a Constituição e os direitos, mas se instaura um regime de exceção onde os juízes determinam a esfera da política. Bem disse o cientista político da UFMG Juarez Guimarães: ”Acho errado chamar Moro de juiz parcial. Na verdade, é um juiz corrompido politicamente. Ele está exercendo o seu mandato de juiz de forma partidária, contra a Constituição e contra o povo brasileiro”// Os golpistas abandoram a democracia e a soberania popular em favor do domínio puro e simples do mercado, dos rentistas e da diminuição das funções do Estado. Isso foi denunciado recentemente pelo nosso melhor estudioso da democracia Wanderley Guilherme dos Santos em seu livro, silenciado pela midia empresarial,”Democracia impedida” e pelo citado cientista político Juarez Guimarães numa entrevista publicada, recentemente, no Sul21.// Ninguém pode prever o que virá nos próximos tempos. Se os golpistas levarem até o fim seu projeto de privatizações radicais a ponto de desgraçarem a vida de boa parte da população, poderemos conhecer revoltas sociais.// Num sentido melhor, fazem sentido as palavras do editor da Carta Capital Mino Carta:”o golpe de uma quadrilha a serviço da Casa Grande teve o condão de despertar a consciência nacional”. Cuidado: uma vez despertada, esta consciência pode alijar seus opressores e buscar um outro caminho no qual possamos diminuir as perversas desigualdades sociais e gozarmos de mais justiça para todos.// Publicado no blog de Leonardo Boff

quinta-feira, 20 de julho de 2017

FEST & ARTE DE CURTAS METRAGENS ON-LINE

Estão abertas até 20 de agosto as inscrições para o Fest & Arte de Curtas Metragens On-line. Acesse o site, leia o edital e inscreva seu filme. Os cinco curtas mais votados pelos jurados virtuais mundiais, receberão prêmios em dinheiro, troféus, divulgação do CURTA e possíveis brindes de empresas virtuais colaboradoras. O Fest & Arte de curtas on-line tem como finalidade incentivar o fomento ao AUDIOVISUAL, difundir valores culturais, artísticos, sociais e democratizar o acesso a várias linguagens cinematográficas e artísticas. O Festival ocorrerá on-line na página do Fest & Arte, site e outras plataformas digitais.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Estréia hoje "Sofia" na Mostra Audiovisual de Cambuquira.

Fotos: Antonio Almeida e Giselle Messias
Protagonizado por Jade Antiério e Ana Flávia Saade (fotos) estréia logo mais, as 19 horas, na Mostra Audiovisual de Cambuquira, o curta metragem "Sofia" que conta a história de uma menina inconformada em ter que crescer e já acorda questionando tudo. Direção de Fotografia de Marcelo Britto, Som direto, de Toni Coelho, que também compôs a trilha sonora em parceria com Gustavo Coelho. Roteiro e direção de Antonio Almeida.

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Ministério da Cultura lança edital para novos roteiristas

O edital tem por objeto a seleção e o apoio ao desenvolvimento de ROTEIROS CINEMATOGRÁFICOS inéditos, originais, de longa-metragem ficção, com temática livre. Veja AQUI